Vivagreen

Notícias

Seminário em Brasília discutirá gestão municipal para resíduos sólidos

17 de agosto, 2015

Evento é destinado a prefeitos e secretarias municipais do meio ambiente.

Cerca de 80 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) são descartados de forma inadequada no Brasil todos os dias. Isso equivale a mais de 40% do lixo coletado. Mesmo com aumento de 6,2% ao ano do volume de RSU disposto de forma adequada, “esse índice tem evoluído a passos lentos, e o volume absoluto de resíduos disposto de forma inadequada tem aumentado gradativamente”, afirma o representante do Instituto Ekos Brasil, Ricardo Scacchetti.
Para fomentar a discussão sobre o tema entre especialistas dos setores público, privado e do terceiro setor, a instituição Ekos Brasil, com apoio institucional do PNUD, promove o evento Seminário de gestão de resíduos sólidos urbanos, no próximo 27 de agosto, em Brasília.
O evento pretende discutir a importância do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PMGIRS) e o planejamento para implantação e financiamento da gestão sobre o tema.
“Grande parte dos municípios brasileiros tem muita dificuldade nessa gestão dos resíduos, não só pela questão ambiental, mas também pelas questões de gestão propriamente ditas”, afirma a analista de programa da unidade de desenvolvimento sustentável do PNUD, Rose Diegues. A importância do evento é para esclarecer quais são “as tecnologias adequadas para essa gestão e as formas de manejo desse resíduo para que não cause maior dano para a sociedade como um todo”, complementa Rose Diegues.
O seminário é destinado a prefeitos e secretarias municipais do meio ambiente que lidam diretamente com a questão. Segundo Scacchetti, a região Nordeste do país apresenta combinação de fatores de alta geração per capita de RSU e baixo índice de coleta com destinação adequada, o que gera 27 mil toneladas diárias de lixo disposto de maneira incorreta, com uma média per capita de 1 kg de lixo por dia. No Sudeste, a média é ainda maior, chegando a 1,3 kg diários.
Um modelo de gestão de RSU eficiente deve apresentar uma relação custo-qualidade vantajosa e contribuir com a inclusão social. A política nacional de resíduos sólidos, sancionada em 2010, coloca como meta a eliminação de lixões até 2020 para cidades menores e até 2018 para cidades maiores. No Brasil, contudo, “existem 1775 lixões, e muitos deles ainda com pessoas catando materiais em condições insalubres e degradantes à dignidade humana”, explica Scacchetti.
O seminário promete ser um ponto de partida para discutir medidas locais efetivas sobre o problema. Nessa perspectiva, após a realização do evento, o Instituto Ekos Brasil dará continuidade às ações sobre gestão de RSU, com o suporte a prefeituras no cumprimento do PMGIRS, em parceria com a FGV Projetos e outras instituições que se interessem em apoiar a iniciativa.
Data: 27/08/2015
Local: Mercure Brasília Eixo Hotel
Via PNUD – pnud.org.br

Os comentários estão desativados.

Tweets

Vivagreen @Vivagreen1
Como funciona o processo de logística reversa de eletrônicos? #logistica #reciclar / via @Vivagreen1
h J R
Vivagreen @Vivagreen1
Oficina de Fitoterapia e Saúde Natural no Sítio Pau d'Água https://t.co/q3855o5IEI #saudenatural #organico / via @Vivagreen1
h J R
Vivagreen @Vivagreen1
BRASIL É O 4º NO MUNDO EM CONSTRUÇÕES SUSTENTÁVEIS https://t.co/d8VDQ9vaWa via @Vivagreen1
h J R

Principais posts