menos_1_lixo_25_04-600x380

Talvez por conta do atual momento político do país, muita gente tenha se esquecido que, há mais ou menos seis meses, tivemos o maior desastre ambiental da nossa história.

Em novembro de 2015, os moradores de Mariana/MG acompanharam de perto o rompimento da Barragem do Fundão e  o mar de lama que cobriu dezenas de cidades, destruiu vidas e o meio ambiente.

A comoção teve alcance mundial e pessoas de todo os cantos do país colaboraram como puderam.

Especialistas atestam que a região vai precisar de mais uma década para se recuperar. Mas, no que depender do projeto “Tijolos de Mariana”, a recuperação começa agora.

Criada pela Grey Brasil em parceria com o Laboratório de Geomateriais da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) e apoio do Mab (Movimento dos Atingidos por Barragens), a iniciativa está transformando a lama da tragédia em matéria-prima limpa e atóxica para a produção de tijolos.

Desde o início, o projeto vem funcionando artesanalmente e já fabricou 1.300 tijolos.

A ideia agora é conseguir recursos para uma fábrica que ampliará a produção em escala industrial, além de acelerar o renascimento da região atingida, contribuirá com a  limpeza da área, geração de empregos e renda às comunidades locais, construção de moradias e centros de saúde.

A expectativa é de que, ao final de um ano, mais de um bilhão de quilos de lama tenham sido retirados do meio ambiente.

Sobre o processo de fabricação: executado por alunos da UFMG, depois de captada, a lama passa por uma fase de filtragem, sendo transformada em um composto limpo e atóxico chamado Metakflex.

Em seguida, ganha o formato de tijolo por um procedimento ecológico que não envolve emissão de gases.

Futuramente, a nova marca poderá ser encontrada à venda em lojas de materiais de construção de todo o Brasil, com lucro revertido para a região.

menos_1_lixo_25_04_02

Agora entra o nosso empoderamento! Se você, assim como nós, acredita no projeto e quer contribuir, é só acessar o site Kickante.

É basicamente uma plataforma de financiamento coletivo onde você pode colaborar com quantia viável pra você. Restam apenas 5 dias para o fim da campanha.

Fonte: Kickante

Fotos: divulgação

Menos 1 lixo