agrifamiliar

Agricultura familiar

A Feira da Agricultura Familiar na Expointer já comercializou mais de R$ 1,3 milhão em seis dias de evento. Segundo o balanço divulgado pela Comissão Organizadora do Pavilhão, somente nesta quinta-feira (1º), os expositores movimentaram quase R$ 317 mil. A expectativa é que as agroindústrias familiares mantenham o crescimento de vendas registrado nos últimos anos e superem os R$ 2,2 milhões em 2015.

“No primeiro fim de semana da Expointer tivemos um crescimento de 10% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado, mas a chuva que tivemos no início da semana atrapalhou um pouquinho. Esperamos que a comercialização chegue ao mesmo patamar do ano passado, com mais esses três dias de venda”, explicou o diretor de Agricultura Familiar e Agroindústria da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Rio Grande do Sul (SDR/RS), Dionatan Tavares.

Vendas em alta

Pela primeira vez na Expointer, a produtora Patrícia Macedo de Oliveira, 30 anos, se surpreendeu com a movimentação da feira e com a venda das massas congeladas que trouxe do município de Canela, na serra gaúcha. “O que tem aqui no freezer é o finalzinho do que estava armazenado aqui no pavilhão. Isso é muito bom porque saiu bastante os nossos produtos nessa semana”, contou.

Ela retribui as vendas à localização e à degustação que é feita ao público da feira. “Acho que a provinha ajudou bastante a gente. É um jeito das pessoas sentirem o sabor do nosso produto. Então a gente já deixa as massas para degustação pré-cozidas. Quando chegamos aqui, damos só um choquinho térmico, para não demorar muito para os clientes”, explicou.

A Casa das Massas é uma agroindústria recém-formalizada, com pouco mais de três meses. Ela surgiu depois que Patrícia e a mãe, Tereza de Fátima Macedo de Oliveira, 56 anos, resolveram participar de uma festa tradicional do município onde moram, no ano de 2014. “Era uma festa colonial. A minha mãe faz uma massa muito boa e a gente resolveu participar da praça de alimentação, servindo pequenas porções. Como a gente viu a procura pelas massas, resolvemos começar a agroindústria”, lembrou a produtora.

Ao todo, são 18 tipos de massas entre as tradicionais como o espaguete e o talharim, até as especiais feitas com beterraba, cenoura e espinafre. As massas variam de R$ 5,50 a R$ 15.

Movimentação

Até quinta-feira, mais de 237 mil pessoas já estiveram na 39ª edição da Expointer, em Esteio (RS). Só nesta quinta-feira (1º), foram mais de 38,9 mil visitantes, sendo 7.839 agricultores que chegaram em excursões de diversas regiões do Rio Grande do Sul.

Gabriella Bontempo
Secretaria Especial de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário
Assessoria de Comunicação

Via MDA

O Pavilhão da Agricultura Familiar é uma promoção do Governo Federal, por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, pela Secretaria de Desenvolvimento Rural e Cooperativismo (SDR). A comissão organizadora é composta pela Emater-RS, Fetag-RS, Fetraf-RS e Via Campesina.