reproducao-vido

Neste novo vídeo sobre o trabalho de Ernest Götsch (um ‘brasileiro’que não pode ser conhecido no Brasil), é também de uma beleza fascinante, como o primeiro vídeo. Pela primeira vez, uma grande fazenda tenta aplicar seus conhecimentos da agrofloresta na produção em grande escala.

Poderia dizer que este vídeo abaixo é um novo e belíssimo vídeo sobre agrofloresta, mas é um pouco mais.

É um vídeo sobre amor, amor e conhecimento. Um vídeo necessário em um Brasil que nos últimos anos cultiva o ódio e a ignorância. Se não, veja:

Via Carta Campinas

8 comentários

  • Lucimeire Antunes de Almeida disse:

    Fantástico, o mundo precisa de muitos seres como Ernst Gotsch !!!
    Gratidão

    • Francisco Vicente da Silva Filho disse:

      Precisamos e com uma certa urgência rever nossos conceitos e não ficar naquilo que nos foi dito, mas seguir pessoa como o Ernest Gotsch, que já desenvolveu e esta provado que funciona na pratica trabalhar a terra com o que ela mesmo nos proporciona, sem agrotóxicos e sim de maneira totalmente orgânico. Parabéns!

  • Conheci o trabalho do Ernest em 1990 no Sul da Bahia. Fiz uma excelente matéria para a Revista Guia Rural. Isto sim é o futuro.

  • Jorge Silveira disse:

    Muito bem, a natureza e a humanidade de san consciência agradece. Deus contempla este tipo de agricultura que recompõem o meio ambiente e disse que isto é muito bom! “Casa comum, nossa responsabilidade”. Campanha da fraternidade 2016.

  • Egon Stahlhoefer disse:

    Para recuperar áreas degradadas é necessária espiritualidade evoluída, isso é igual a Amor muito amor pela natureza.

  • karen silva disse:

    Ernest parece um índio lá do começo de nossa história, com toda pureza de um nativo, sabedoria e harmonia com a natureza, só que com um corpo de um branco …

  • Glendy disse:

    Wooow!!! estoy impresionada al ver que se aplique los conocimientos ancestrales, definitivamente nosotros somos parte de un sistema inteligente como lo dice Ernest.

    Lo que ha hecho el ser humano es sentirse más inteligente que la naturaleza y por ello estamos sufriendo las grandes consecuencias en el cambio climático.

    Como dice mi abuelo: Si le hacemos daño a la naturaleza estamos destruyendo nuestra propia vida.

  • luiza artacho disse:

    Tenho interesse nos cursos da fazenda Toca. Esse plantio é maravilhoso.