origen_3

A Origen vende tanto alimentos orgânicos quanto estimula praticas saudáveis como o ciclismo.

De onde vem a couve orgânica que se compra no mercado? E a cenoura? É justamente essa lacuna na procedência das frutas, verduras e legumes orgânicos que o empório Origen (junção de “origem e “genética”), recém-inaugurado em Moema, Zona Sul de São Paulo, pretende eliminar. “Compramos diretamente das pequenas fazendas, usando minimamente a mediação de terceiros nas negociações. Tudo para conhecer de perto a procedência dos alimentos que chegam à loja e criar condições para que os produtores tenham lucro, com a garantia de que compraremos sua produção”, afirma o agrônomo Ulisses Bocchi. Sócio da empresa, ele vislumbrou a possibilidade do negócio após realizar extensa pesquisa de mercado no Brasil, apoiado por empresas como Sebrae e Pão de Açúcar e também identificar modelos semelhantes em Nova York, Los Angeles, Londres e Berlim.

Em frente à loja, há uma horta orgânica com vários temperos Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/cultura/blue-chip/4412170/emporio-de-organicos-com-controle-de-origem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

Em frente à loja, há uma horta orgânica com vários temperos

Mas nem só de hortifruti a granel vive a loja de 110 m². Nas prateleiras já estão distribuídos mais de 800 itens orgânicos, vindos de mais de 80 fornecedores. São pães, ovos, laticínios, carne e até embalagens com saladas, lanches, smoothies e petiscos prontos para serem consumidos. Estes, desenvolvidos localmente e ofertados em geladeiras tipo “Grab’n’Go” (pegar e levar). “Tudo 100% orgânico, garante Bocchi.

Com investimento de R$ 2 milhões, o projeto também inclui uma cozinha industrial, um Food Truck, uma segunda loja e a estrutura para expansão por meio de franquias. “Já estamos em fase final de negociação para a abertura de mais duas unidades”, garante o outro sócio Fernando Puppo. O serviço de delivery ainda não está nos planos da dupla, mas de acordo com Puppo, lojas em formatos menores, como quiosques em shoppings, não estão descartadas para atender ao público em busca de produtos para uma vida saudável, com conveniência e praticidade.

O propósito da empresa é ter proximidade com o produtor para garantir a procedência e sustentabilidade do negócio Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/cultura/blue-chip/4412170/emporio-de-organicos-com-controle-de-origem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

O propósito da empresa é ter proximidade com o produtor para garantir a procedência
e sustentabilidade do negócio.

Vencedora do 3º Prêmio Design de Varejo, promovido pelo americano Retail Design Institute, nas categorias “Sustentabilidade” e “Minimercado”, a loja-modelo ainda conta com uma horta urbana do lado de fora, onde os clientes podem colher capuchinha, orégano, alecrim, manjericão, salsa crespa e lisa, entre outros produtos. Um bicicletário completa o estímulo à vida saudável e sustentável.

A loja-conceito ganhou prêmio de design de varejo: bicicletário, horta e banco de descanso Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/cultura/blue-chip/4412170/emporio-de-organicos-com-controle-de-origem ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.

A loja-conceito ganhou prêmio de design de varejo:
bicicletário, horta e banco de descanso

Via Organicsnet /Valor Econômico

Um comentário