vegetarianos-vivem-20-mais-segundo-estudo-americano
Em prol do combate às mudanças climáticas, Barbara Hendricks, ministra do Meio Ambiente da Alemanha, anunciou que o Ministério parará de servir carnes – inclusive de peixe – em seus refeitórios.

Já contamos, aqui no The Greenest Post, que a indústria frigorífica é uma das grandes responsáveis pelo consumo de água no mundo, sem contar a degradação dos solos e as emissões de gases de efeito estufa.

Além disso, noticiamos estudo que aponta que a ingestão de muita carne faz mal à saúde. 

“Nós não podemos falar a ninguém que não se pode comer carne. Mas queremos ser um bom exemplo para a proteção do climaComida vegetariana é muito mais amigável ao meio ambiente do que carnes e peixes”, explica Barbara.

A medida também prevê priorização de alimentos orgânicos e locais.

A ação chocou parte dos alemães, que têm a carne como parte da tradição do país.

Christian Schmidt, ministro da Agricultura, zombou da iniciativa e acredita que comer carne faz parte de uma dieta balanceada.

Ele também está fazendo lobby para banir o uso do termo “carne” em alimentos veganos – alegando que é enganação aos consumidores.

Um canal de notícias da Alemanha fez uma enquete e o resultado foi bem balanceado:

  • 31,7% dos alemães acreditam que diminuir a ingestão de carne é bom, mas não deveria ser um regulamento;
  • 26,7% acreditam que todas as autoridades que levam o aquecimento global a sério deveriam parar de comer carne e peixe;
  • 20,9% acreditam que se trata de um caso de parlamentarismo estatal e que a carne deveria estar presente em todas as refeições;
  • 20,5% acreditam que não é nada demais, se os funcionários não comem carne no Ministério podem comer depois.

The Greenest Post

Um comentário