© IceNineJon, via Flickr

Em 2020 Paris poderá ter um quarto de sua superfície coberta por vegetação se conseguir implementar um programa de seis metas que envolve, entre outros pontos, que as novas edificações tenham coberturas jardim e também a criação de 30 hectares de espaços públicos verdes.

O avanço e a execução destes objetivos está sendo complementado pelas autoridades da capital francese através de outras iniciativas que promovem o cuidado do meio ambiente em todos os níveis, sendo um deles a cidadania. Um exemplo disso é a criação do programa “Du vert prês de chez moi”  [Verde perto de mim], que convida os habitantes a se tornarem jardineiros de seus bairros. Para isso, oferece espaços próximos de onde vivem – por exemplo, as portas de suas casas ou as ruas – para que plantem vegetação e, assim, façam parte do processo de tornar mais agradável o entorno urbano.

Após escolher os pontos de plantio, os moradores devem solicitar uma licença que tem duração de três anos (ela é renovável) e que lhes permite plantar nos espaços públicos de seus bairros.

A iniciativa, além disso, lhes oferece consultorias sobre quais as espécies mais adequadas para cada caso e quais as melhores formas de realizar o plantio.

© Prefeitura de París

© Prefeitura de París

No momento em que o município concede a licença a um novo “jardineiro cidadão”, também lhe entrega um kit de jardinagem e exige que este assine um termo de compromisso, que marca a diferença do programa em relação a iniciativas individuais.

O termo de compromisso garante que os cidadãos não utilizem pesticidas e exige a manutenção das plantas, canteiros e outros elementos que envolvem o plantio.

Praça Dalida, Paris. Imagem © Loïc Lagarde, via Flickr

Fonte: Archdaily por  /Traduzido por Romullo Baratto