pinatex-interna

A qualidade do couro muitas vezes vem com um custo: o abate desnecessário de animais. E, ao contrário do que muita gente acredita, nem todo o couro que usamos provem de animais que vão parar em nosso prato. Alguns deles servem simplesmente como vestimenta. Mas… e se nós pudéssemos conseguir um material tão durável, bonito e resistente quanto o couro, mas sem precisar sacrificar nenhum animal para isso?

Essa é a proposta deste couro ecológico, conhecido como Piñatex. O produto foi desenvolvido pela empresa Ananas Anam, da designer espanhola Carmen Hijosa, que contou com o apoio da Royal College of Art em uma parceria com as marcas Camper, Puma e com o designer Ally Capellino para transformar o produto em matéria-prima e lançá-lo no mercado.

pinatex2

Segundo Carmen, o produto pode ser tingido, impresso e tratado, conferindo a ele diferentes texturas. Graças a essa versatilidade, é possível usá-lo na criação de sapatos, bolsas, estofados e outras peças. A fabricação do Piñatex se dá a partir do reaproveitamento do caule e das folhas do abacaxi, em que as fibras são extraídas do material através de um processo chamado de descasque. Esse processo é feito por uma comunidade agrícola, o que mostra ainda uma preocupação com a responsabilidade social durante a fabricação do produto.

É através de uma etapa industrial que as fibras obtidas são transformadas em um tecidomaleável, ecológico e biodegradável. Ao todo, são necessárias as folhas de cerca de 16 abacaxis para produzir um metro quadrado do tecido.  Confere só o resultado:

Abacaxi02

Abacaxi03

Abacaxi04

Abacaxi06

abacaxi07

Todas as fotos via

Fonte: Hypeness