av9a5348

Empreendimento representa um importante reforço energético para São Paulo e tem a sustentabilidade ambiental como pilar.

Com potência instalada de 29,5 MW e investimentos de mais de R$ 100 milhões, foi inaugurada nesta sexta-feira, 16 de setembro, em Caieiras, região metropolitana de São Paulo, a maior termelétrica movida a biogás de aterro sanitário do Brasil e uma das maiores do mundo.

Representando o governador Geraldo Alckmin, o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles, destacou a importância da geração desse tipo de energia. “A primeira coisa que o homem produz no ambiente urbano é lixo e uma das principais necessidades do ser humano nos dias atuais é a energia elétrica. Além de dar segurança energética ao centro de carga do país, essa usina realiza um dos principais desafios do mundo moderno, que é transformar resíduos urbanos em energia elétrica limpa”, afirmou.

av9a5415

A Termoverde Caieiras, que pertence ao Grupo Solví, foi construída na Central de Tratamento e Valorização Ambiental (CTVA) da Essencis, no km 33 da Rodovia Bandeirantes, e gera energia limpa a partir do resíduo depositado no aterro sanitário da Essencis. O gás metano, o principal componente do biogás, é o combustível utilizado para a geração de energia.

“Mesmo em tempos de crise econômica, o conselho deliberativo teve a coragem de aprovar um investimento desse valor gerando emprego e apoiando o meio ambiente. Estamos aqui deixando um legado”, destacou o diretor técnico do grupo Solví, Eleusis Creddo.

A usina foi construída em uma área de 15 mil metros quadrados e teve autorização da Aneel para iniciar a operação em julho de 2016. Como contrapartida ambiental, a Termoverde Caieiras realizou a preservação da vegetação e da fauna local, a manutenção da topografia existente, a não geração de odores e a isenção de riscos de poluição de mananciais e da atmosfera.

“Parabenizamos o grupo Solví por essa inauguração, por acreditarem no Brasil e na cidade de Caieiras”, disse o prefeito do município, Roberto Hamamoto.

A produção da usina é suficiente para abastecer até 130 mil residências, segundo a empresa.

Resíduos Sólidos

O Brasil produz cerca de 195 mil toneladas de resíduos sólidos urbanos por dia. Deste total, uma média de 27 mil toneladas são recolhidas diariamente das residências do Estado de São Paulo, que possui atualmente potência instalada de 70 MW a partir do biogás de aterros sanitários. Caso fosse totalmente aproveitado, estima-se que o potencial de geração de energia de todo o lixo seria suficiente para abastecer em 30% a demanda de energia elétrica atual do Brasil.

A Termoverde é a sétima usina que produz biogás a partir de resíduos sólidos urbanos no Estado de São Paulo. As outras seis são a São João, em São Paulo, com 24,64 MW de potência instalada; a Estre com 5,7 MW, em Guatapará; a Bandeirantes, em São Paulo, com 4,6 MW; a Tecipar, em Santana de Parnaíba, com 4,3 MW; a Ambient, em Ribeirão Preto, com 1,5 MW e; a Energ-Biog de 30 kW, em Barueri.

Sobre a CTVA Essencis

A CTVA da Essencis trata e destina adequadamente os resíduos urbanos da cidade de São Paulo e de outros municípios da grande São Paulo, além dos resíduos das principais indústrias da região de Caieiras. A CTVA Caieiras é uma das maiores do Brasil com ampla capacidade operacional e tecnologia de ponta na reciclagem, garantindo a segurança ambiental.
.

Via Secretaria de Energia e Mineração do Estado de São Paulo

3 comentários

Deixe uma resposta