(imagem: Reprodução)

O intuito dos países que investem em geração de energia proveniente do vento ou do sol é causar menos estragos ao planeta. Contudo, cerca de 6 mil pássaros são queimados durante a caçada de insetos dentro da usina solar Ivanpah, localizada no deserto de Mojave, na Califórnia.

No local, existe uma área com mais de 13 km² de espelhos e 40 torres de armazenamento que acabam queimando as aves de forma instantânea, fazendo-as caírem no chão já sem vida.

Isso tudo acontece porque o brilho atrai insetos, presas naturais das aves e também porque a usina está instalada em uma rota de pássaros que migram em direção ao Pacífico.

O que fazer?

Segundo reportagem do Los Angeles Times, os funcionários da usina estão tentando achar uma forma de prevenir a matança de pássaros. Desde 2014 eles estão implementando medidas. “Estamos fazendo o possível para reduzir o número de pássaros mortos”. Disse o porta-voz da usina, David Knox.

Uma das medidas é a troca dos refletores por lâmpadas LED, e com isso atrair menos insetos. Além disso, cada torre foi equipada com uma máquina que emite um irritante cheiro que evita com que pássaros se juntem. Foram instalados nas estruturas das torres pregos anti-empoleiramento. E alto-falantes foram colocados em volta do local para emitirem gravações altas e estridentes. Porém, Os resultados, contudo, têm sido modestos.

Via: Olhar Digital e GIZMODO / Engenharia É por Any Karolyne Galdino 

Deixe uma resposta