ciclovia-curitiba

A cidade de Curitiba terá ciclovias com piso que gerarão energia por meio de sensores, que também devem coletar dados com a frequência das bicicletas, além de influenciar sinalização de cruzamentos.

Esta semana foi assinado um acordo entre a capital do Estado do Paraná e o governo japonês, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) e a empresa Soundpower Corporation.

Segundo o diretor da Jica no Brasil, Ryuichi Nasu, o pavimento tem como objetivo contribuir com a segurança das ciclovias na cidade “O produto desenvolvido vem a suprir necessidade da cidade em proporcionar ciclovias e ciclofaixas com mais segurança para pedestres e ciclistas” afirmou.

Trata-se de um projeto-piloto onde os resultados devem ser obtidos no segundo semestre de 2017.

“Essa cooperação vai possibilitar que Curitiba continue inovando. O projeto traz tecnologia de ponta à cidade, com o uso de energia alternativa e desenvolvimento sustentável, que resultará em mais segurança para a população de Curitiba”, afirmou o secretário municipal de Obras Públicas, Sergio Antoniasse.

A cidade de Curitiba terá ciclovias com piso que gerarão energia por meio de sensores, que também devem coletar dados com a frequência das bicicletas, além de influenciar sinalização de cruzamentos.

Esta semana foi assinado um acordo entre a capital do Estado do Paraná e o governo japonês, por meio da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) e a empresa Soundpower Corporation.

Segundo o diretor da Jica no Brasil, Ryuichi Nasu, o pavimento tem como objetivo contribuir com a segurança das ciclovias na cidade “O produto desenvolvido vem a suprir necessidade da cidade em proporcionar ciclovias e ciclofaixas com mais segurança para pedestres e ciclistas” afirmou.

Trata-se de um projeto-piloto onde os resultados devem ser obtidos no segundo semestre de 2017.

“Essa cooperação vai possibilitar que Curitiba continue inovando. O projeto traz tecnologia de ponta à cidade, com o uso de energia alternativa e desenvolvimento sustentável, que resultará em mais segurança para a população de Curitiba”, afirmou o secretário municipal de Obras Públicas, Sergio Antoniasse.

Imagem Valdecir Galor/SMCS

Via Viatrolebus por Renato Lobo

bicicleta-3

Deixe uma resposta