dispositivo-agua

A água é o nosso recurso mais precioso. E, hoje cerca de 2,8 bilhão de pessoas em todo o mundo são afetadas pela escassez de água potável.

Um minúsculo dispositivo pode ajudar a mudar isso. Criado por pesquisadores da Universidade de Stanford, irá ajudar a transformar água poluída em potável. O aparelho usa energia solar para reduzir a contaminação por bactérias em mais de 99% na água.

Já existem métodos eficientes para desinfetar a água, mas eles também trazem problemas. Ferver a água, por exemplo, pode matar germes, mas consome combustível fóssil, o que nem sempre está disponível. Outro método é colocar a água em garrafas de plástico transparentes e deixar a radiação ultravioleta matar os germes, mas esta prática leva 48 horas e não é totalmente eficiente.

Em um esforço para encontrar uma técnica mais eficaz e eficiente em termos energéticos, o pesquisador Yi Cui e sua equipe desenvolveram o dispositivo com uma nanoestrutura arranjada de forma a se assemelhar a uma impressão digital feita de cobre, com um composto químico fotocatalítico chamado dissulfeto de molibdênio. Quando atingido pela luz, as estruturas liberam peróxido de hidrogênio e outros produtos químicos bactericidas, que destroem as bactérias nocivas e rapidamente se dissolvem.

water_disinfection_v01

“Nosso dispositivo parece um pequeno retângulo de vidro preto”, disse o principal autor e pesquisador Chong Liu em um comunicado de imprensa. “Nós só deixamos na água e colocamos sob o sol, e o sol faz todo o trabalho.”.

Embora seus experimentos mataram 99,99% das bactérias em 20 minutos, Cui admite que o dispositivo precisa de mais pesquisas e testes, já que o primeiro teste só foi executado em uma quantidade pequena de água e com apenas três tipos de bactérias, enquanto em um teste no mundo real haveria muito mais contaminantes.

Via Engenharia É por Any Karolyne Galdino

Deixe uma resposta