águabrasileira

Com os longos períodos de estiagem, cada vez mais recorrentes em diversas partes do Brasil, o reaproveitamento da água da chuva tem sido uma alternativa interessante e até essencial em algumas partes do país.

Pensando nisso, a empresa mineira Hidrologia Ideias Sustentáveis desenvolveu o Chove Chuva, sistema de captação e tratamento de água que, segundo eles, é superfácil de ser instalado.

A inovação é fabricada em polietileno e promete recolher, filtrar e clorar a água de chuva, tornando-a própria para diversos usos.

Como?

O dispositivo capta a água, separa os resíduos maiores, regula o PH, adiciona a quantidade recomendada de cloro e, por fim, faz a filtragem final dos resíduos.

Parece trabalhoso, não?

Que nada!

“Na verdade, o processo é bem simples: essa água passa por uma pedra de calcário, para controlar o PH e cortar a acidez da chuva.

Depois, passa pelo clorador de pastilha para acabar com micróbios, microrganismos e todo tipo de bactéria que possui.

Por último, passa por uma bolsa de filtro bag e desce para o reservatório, que a distribui para diversas finalidades – preparo de alimentos, lavagem de banheiros…

Dá até para bebê-la”, explica Vinicius Ramirez, gerente comercial da companhia.

Junto com o aparelho, o consumidor ainda recebe um kit de análise de cloro e pH, tudo para que a tenha certeza de que está consumindo uma água própria.

Segundo a empresa, um dispositivo instalado em um telhado de 100 metros quadrados pode coletar e tratar, em dias de chuva intensa, até 15 mil litros de água.

Curtiu?

A empresa tem capacidade produtiva para até mil unidades mensais e o sistema custa em média R$ 780.

A fabricante garante que a manutenção é simples e que basta os usuários se atentarem ao filtro, que custa em média R$ 40.

Mais informações podem ser obtidas no site da invenção.

The Greenest Post

Deixe uma resposta